Domingo, 25 de Novembro de 2007

História da "Gíria" ou "Calão" português

História da “Gíria”  ou  “Calão”

  

Nas minhas arrumações, eis que encontro um livro escrito por Alfredo Bessa, editado em 1900, que conta a história da gíria portuguesa e contém um dicionário de A a Z com o calão que ele conseguiu juntar, fazendo uma pesquisa aturada, confirmando, sempre que possível, a veracidade.  Abrange de N a S de Portugal.

Este senhor um dia leu um artigo no jornal O Repórter, de Lisboa, do Cândido Figueiredo (lembram-se?) de que ainda estava por fazer o dicionário das frases do calão português, que tanto poderia contribuir para o estudo da língua portuguesa.  Assim meteu mãos à obra e ordenou tudo o que já tinha coligido e, determinado, iniciou o seu estudo e trabalho para construir essa ajuda.   Descobriu uns anos bastante mais tarde, que havia uma outra pessoa, o Dr. José Maria de Queiroz Veloso, médico, do Porto que também já tinha publicado um livro e tinha uma coluna na Revista de Portugal, dirigida pelo Eça de Queiroz, em NOV de 1890…

E ambos ainda descobriram um outro autor que nem o Cândido Figueiredo conhecia que tinha escrito um Dicionário de Vocábulos esquisitos impresso em 1885, em Lisboa.

Como não havia estas novas tecnologias, só mais tarde se descobriram, convencidos de que estavam a fazer uma coisa inédita. Mas acabaram por se completarem e trocarem o conhecimento que cada um tinha e assim ficar um trabalho mais completo.  O Alfredo Bessa, inclusivamente, quando os termos coincidiam  ou divergiam punha uma chamada e o nome respectivo do autor.

Bonito exemplo de trabalho em grupo e partilha dos conhecimentos.

No livro Os Ciganos de Portugal, o calão, a gíria eram os termos com que em português se designa o vocabulário especial dos criminosos de profissão, fadistas, contrabandistas para não serem entendidos na sociedade geral.

Vou escolhendo umas tantas palavras de cada vez e vamos ver se há alguma que não conheciam e talvez admirados com algumas que já vêm de tão longe e ainda hoje são usadas.

Assim como a origem de certas palavras…

Não estou a tentar ensinar ninguém, é um meio divertido de troca de conhecimentos e ideias.

 

Abaladura – aborto, especialmente em Melgaço   (popular)

Abarrantar – descobrir, ver, especialmente em Trás-os-Montes  (pop.)

Abechucho – desajeitado, grosseiro,                                             (pop.)

Abelha mestra  -  mulher  astuciosa, finória  (pop.)

                                 Dona de prostíbulo  (fadista ou calão do Bº Alto,

                                                                          Alfama e Mouraria)

Abichar / Abiscoitar  -  alcançar, conseguir  (familiar ou gíria doméstica)

                                          “Dp d’isto é de crer que sempre abiche o

                                            emprego…”

                                           “Tanto andou q sempre abiscoitou a herança”

Abuzinações  -  Calças, das chamadas de boca de sino usadas pela

                                              fadistagem lisbonense

 

-2-

Babáu Sr. Dr.  -  o que já não tem remédio  (pop.)

Bacalhau de porta de tenda  -  pessoa demasiado magra

Bachicar  -  chapinhar na água, espeicalmente Trás os Montes  (fam.)

Bacôco  -  estúpido, ignorante  (pop.)

Bacorejar  -  intrigar, especialmente no Alentejo  (pop.)

Badános  -  trastes ou móveis em mau estado  (pop.)

 

Cabaça  -  pessoa q não tem juízo  (pop.)

Cabaneira  -  mulher solteira, especialmente Melgaço  (pop.)

Cabeça d’alhos  -  com falta de senso  (pop.)

Cabráda  -  corporação policial  (linguagem de gatunos)

Cabrão  -  homem que é atraiçoado, sabe e não se importa (pop.)

Cabrito  -  o amante q paga e é atraiçoado pela amásia  (pop.)

 

Vou ficar por aqui, para não cansar. Há muitos termos que ainda hoje são vulgares e normais, não me passando pela cabeça que viessem de há tantos anos atrás.  Estou aqui a pôr os mais “anormais” ou desconhecidos ou di-vertidos, para mim, of course…

Se acharem engraçado e interessante comentem e dêem a vossa opinião

Até à próxima sessão

mj

 

 

sinto-me: !?!
publicado por skuba às 20:30
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De soaresesilva a 25 de Novembro de 2007 às 22:05
Muito engraçados estes termos, a maior parte desconhecidos por mim. Penso que só conhecia a "abelha mestra" e "cabrão"...

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Os 35 anos do 25 ABR . . ...

. O início do Inverno

. O meu NATAL

. O Natal em Lisboa

. Um evento literário . . .

. Lançamento de um livro . ...

. O nascimento de mais uma ...

. S.António

. DIA DA MÃE

. 25 ABR . . .

.arquivos

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds