Terça-feira, 11 de Dezembro de 2007

Ambiente natalício

O Outono está na recta final e o Inverno aproxima-se, as noites frias, os dias cinzentos, a chuva, o vento, os dias curtos e o Natal aí à porta. Sim, porque o Natal, para mim, quer frio. Embora eu não goste do Inverno, detesto vento, chuva, pés molhados, roupa que não mais acaba, e os dias escuros e curtos. A Natureza precisa do Inverno, mas eu dispensava. Tirando meia dúzia de coisas boas, como um jantar ou um serão à lareira, umas camisolas de lã grossa  bonitas e quentiinhas e que ficam bem a qq mulher,  um cházinho com as amigas para pôr a cavaqueira em dia e  um "aconchego" para uma noite quentinha e romântica e pouco mais, além de umas boas castanhas assadas cujo cheiro me é muito agradável...

Mas que o frio nos lembra a aproximação do Natal, é verdade. É uma época tanto alegre como triste. Uma pessoa sem querer fica nostálgica, sente uma certa tristeza interior e por outro lado é uma azáfama de compras, de afazeres caseiros,  os preparativos cansam, mas divertem. Eu gozo muito esta época. Tento satisfazer os gostos e os quereres da maioria das pessoas que me são chegadas, tento fazer um exame interior para tentativa de mudança de procedimento com os outros,  devia haver mais tolerância, compreensão e lembrarem-se que nunca se pode dizer nunca e daí o que hoje acusamos os outros, um dia poderá voltar-se para nós...

Eu até tenho recordações tristes de muitos Natais, mas quando há crianças, ajudam a ultrapassar essa tristeza e fazer por vivê-lo como se fosse o último.

Quem nos deixou, concerteza está connosco nessa noite mágica e devemos continuar a vida como eles gostariam que nós tivessemos...

Como tudo na vida, tem-se muito trabalho para depois gozar um ou dois dias...  mas quando o fazemos com gosto e prazer e  boa vontade para proporcionar um bom momento aos outros  e a nós, creio que vale a pena...

Isto são divagações de um dia triste, cinzento e o estado de espírito antes do Natal, a falta dos que partiram e faziam parte da nossa vida e já não falo no MUNDO que nos rodeia, porque aí, não sei se chegava a dar alguma dentada na posta do bacalhau ou no sonho com calda, ou  na fatia de bolo rei... Parece que cada ano que passa o Mundo está pior, os pobres são mais, os doentes, as guerras, os que nunca souberam o que é Natal ou um presente ou até um caldo quente, as crianças que sofrem a guerra sem terem direito a viver como criança e não soldado, enfim, uma lista infinda e que quase  nos faz sentir mal ao estarmos sentadas à mesa, a abrir um presente e a dar outro...

 Espero voltar mais alegre e confiante...

sinto-me: carneirinho do presépio...
publicado por skuba às 00:46
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De soaresesilva a 13 de Dezembro de 2007 às 21:41
Lindas fotografias e um belíssimo texto cheio de inspiração.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Os 35 anos do 25 ABR . . ...

. O início do Inverno

. O meu NATAL

. O Natal em Lisboa

. Um evento literário . . .

. Lançamento de um livro . ...

. O nascimento de mais uma ...

. S.António

. DIA DA MÃE

. 25 ABR . . .

.arquivos

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds